49.3622.1639
49.99917.3055

As notícias mais importantes sobre coronavírus de 9 de julho

Mais países acharam o Sars-Cov-2 em amostras de esgoto coletadas antes do 1º caso oficial, aumentando o mistério sobre a origem do vírus. 

Uma lei sancionada hoje determina medidas de proteção a quem está na linha de frente do combate ao coronavírus. E um levantamento em comunidades do Rio mostra mais casos de Covid-19 que o indicado pela prefeitura.

Equipamento automatizado para pesquisa de anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2 (Covid-19) e outras análises — Foto: Ector Gervasoni

Hoje é quinta-feira, 9 de julho, e o Brasil passou de 68 mil mortes causadas pela Covid-19. O número de casos de novo coronavírus chega a 1,7 milhão no país. O número de mortes equivale a 12,4% do total no mundo pela doença, que já tem 12 milhões de casos confirmados e mais de 550 mil mortes.

Apenas dois países ultrapassaram 1 milhão de diagnósticos: Estados Unidos e Brasil. Em seguida estão Índia (767 mil casos) e Rússia (706 mil casos), segundo um monitoramento da universidade norte-americana Johns Hopkins atualizado nesta manhã.

Quantos países já encontraram partículas do novo coronavírus em amostras de esgoto antes do surto na China?
Ao menos 5 países - incluindo o Brasil - já identificaram a presença de Sars-Cov-2 em amostras de esgoto coletadas antes de 1º caso oficial em Wuhan. Isso aumenta o mistério sobre a origem do vírus. Não está claro como e quando o Sars-CoV-2 passou a infectar a espécie humana. Há consenso entre cientistas de que o primeiro surto ocorreu em um mercado de Wuhan que vendia animais selvagens vivos e mortos. Mas pesquisadores não sabem se o vírus surgiu ali ou "se aproveitou" da aglomeração para se espalhar.

É possível haver contágio de Sars-CoV-2 por meio do esgoto?
Não há evidências de que isso tenha ocorrido ou de que o novo coronavírus esteja viável para transmissão após ser excretado nas fezes. Não há recomendações oficiais para usar água sanitária para conter o contágio via esgoto, como tem circulado em grupos de WhatsApp. A contaminação ocorre basicamente por via respiratória.

O que diz a lei sancionada por Bolsonaro sobre a proteção a profissionais essenciais ao controle de doenças?
A nova norma determina o fornecimento gratuito de equipamentos de proteção (EPIs) aos trabalhadores e que eles tenham prioridade na realização dos testes para detecção da Covid-19.

Entre os profissionais listados na nova lei estão médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, policiais federais, membros das Forças Armadas, agentes socioeducativos, agentes penitenciários, agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias e técnicos e auxiliares de enfermagem.

Como estão os números de Covid-19 nas favelas do Rio de Janeiro?
Representantes de comunidades lançaram nesta quinta um painel que mostra que, em algumas regiões, o número de casos da doença chega a ser nove vezes maior do que é oficialmente informado. No Complexo do Alemão, por exemplo, foram confirmados 108 casos e 37 mortes. A Prefeitura do Rio informa números bem menores: 12 casos e 5 mortes.

Ao todo, há 4.057 casos confirmados e 639 mortes em 25 comunidades. O painel é feito pela organização Comunidades Catalisadoras (Concat).




Data: Quinta-feira, 09 de Julho de 2020

Fonte: Bem Estar

Fone (49) 3622 1639
Rua Barão do Triunfo, 807 - Centro
São Miguel do Oeste - SC
Depieri © 2012 - Todos os direitos reservados
dblinks